Un albero di trenta piani

( Canta: Adriano Celentano )
( Autor: Adriano Celentano - 1972 )

Ouça todas as músicas de Adriano Celentano

  • Un albero di trenta piani - Adriano Celentano

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Per la tua mania
di vivere
in una città,
guarda bene come ci ha
conciati
la metropoli.

Belli come noi,
ben pochi, sai,
ce n'erano
e dicevano:
"Quelli vengono
dalla campagna".

Ma ridevano,
si spanciavano,
già sapevano
che saremmo ben presto
anche noi diventati
come loro.

Tutti grigi,
come grattacieli con la faccia di cera,
con la faccia di cera.
È la legge di questa atmosfera
che sfuggire non puoi
fino a quando tu vivi in città.

Nuda sulla pianta,
prendevi
il sole con me
e cantavano per noi,
sui rami,
le allodole.

Ora invece quì,
nella città,
i motori
delle macchine
già ci cantano
la marcia funebre.

E le fabbriche
ci profumano
anche l'aria,
colorandoci
il cielo di nero
che odora di morte.

Ma il Comune
dice che però la città è moderna.
Non ci devi far caso
se il cemento ti chiude anche il naso,
la nevrosi è di moda,
chi non l'ha, ripudiato sarà.

Ah, io non respiro più,
mi sento
che soffoco un pò,
sento il fiato
che va giù,
va giù e non viene su.

Vedo solo che
qualcosa sta
nascendo.
Forse è un albero,
sì, è un albero
di trenta piani!

La la la la la la la la la.......

Tradução


Pela tua mania
de viver
numa cidade,
olha bem como
nos reduziu
a metrópole.

Belos como nós,
bem poucos, sabes,
haviam
e diziam:
"Aqueles vêm
da campanha".

Mas riam,
torciam-se de riso,
já sabiam
que bem cedo
nos tornaríamos também
como eles.

Todos cinzentos,
como aranha-céu com a cara de cera,
com a cara de cera.
É a lei desta atmosfera
da qual não pode fugir
até quando tu vives na cidade.

Nua no terraço,
tomavas
o sol comigo
e cantavam para nós,
sobre os galhos,
os passarinhos.

Agora aqui,
na cidade,
os motores
dos carros
já nos cantam
a marcha fúnebre.

E as fabricas
nos perfumam
também o ar,
pintando
o céu de preto
que cheira a morte.

Mas a Prefeitura
diz que porém a cidade é moderna.
Não deves reparar
se o cimento te fecha também o nariz,
a neurose é de moda,
quem não a tem, repudiado será.

Ah, eu não respiro mais,
me sinto
sufocar um pouco,
sinto o ar
que desce,
desce e não volta.

Vejo somente que
algo está
nascendo.
Talvez é uma árvore,
sim, é uma árvore
de trinta andares!

La la la la la la la la la.......

* Número de validação incorreto! Por favor digite 10

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.