Tango delle Gheishe

( Canta: Gabrè )
( Autores: Tortora - Lama - 1928 )

Ouça todas as músicas de Gabrè

  • Tango delle Gheishe - Gabrè

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Quando a sera l’ombra discende
calma sull’oriente in fior,
dai porti del Giappon
a frotte vengon fuor
le profumate Gheishe dell’amor.

Oh, dolci passettini
d’uccelli in volo
cinguettanti un pò.
Vanno e spesso, nel silenzio, pian pian,
cantano le Musmé.

Bambole di seta,
ninnoli del cuore
lievi come fragili bisquit,
noi siamo dell’amor,
noi siamo del mister
i piccoli trastulli del piacer.

Dalla bianca nave approdata
scese il bruno marinar,
portava negli occhion
l’incanto del suo mar
e, chiusa in cuor,
la febbre dell’amor.

"Oh piccolo tesor"
egli disse allor
alla sua Musmé
e la bimba stretta
al bruno stranier
tra i baci sospirò.

Bambole di seta,
ninnoli del cuore
lievi come fragili bisquit,
noi siamo dell’amor,
noi siamo del mister
i piccoli trastulli del piacer.

Nelle folli strette d’amore
palpitava come un fior.
Oh, quanto spasimar!
Sul pallido visin
le si leggeva, triste,
il suo destin.

E il giorno che
il suo bene partiva,
allora essa l’abbracciò,
ma nel bacio dell’addio
il suo cuor
stanco s’abbandonò.

Bambole di seta,
ninnoli del cuore
lievi come fragili bisquit,
noi siamo del mister,
noi siamo dell’amor
i piccoli trastulli del piacer.

Spezzata dall’amor
sparì col suo mister
il piccolo trastullo del piacer!

Tradução


Quando de noite a sombra desce
calma sobre o leste florido,
dos portos do Japão
em grupo aparecem
as perfumadas Gueixas do amor.

Oh, doces passos pequenos
de pássaros em vôo
chilreando um pouco.
Vão e as vezes, no silencio, baixinho,
cantam as jovens japonesas.

Bonecas de seda,
bibelôs do coração
leves como frágeis biscuit,
nós somos do amor,
nós somos do mistério
os pequenos brinquedos do prazer.

Do branco navio atracado
desceu o moreno marinheiro,
levava nos grandes olhos
o encanto do seu mar
e, fechado no coração,
a febre do amor.

"Oh pequeno tesouro"
ele disse então
para a sua joven japonesa
e a menina abraçada
ao moreno estrangeiro
entre os beijos suspirou.

Bonecas de seda,
bibelôs do coração
leves como frágeis biscuit,
nós somos do amor,
nós somos do mistério
os pequenos brinquedos do prazer.

Nos loucos abraços do amor
palpitava como uma flor.
Oh, quanto prazer!
No pálido rostinho
dava pra ler, triste,
o seu destino.

E o dia em que
o seu bem partia,
então ela o abraçou,
mas no beijo do adeus
o seu coração
cansado se abandonou.

Bonecas de seda,
bibelôs do coração
leves como frágeis biscuit,
nós somos do mistério,
nós somos do amor
os pequenos brinquedos do prazer.

Despedaçada pelo amor
desapareceu com o seu mistério
o pequeno brinquedo do prazer!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 9

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.