Signora Fortuna

( Canta: Achille Togliani )
( Autores: Bixio - Cherubini - Fragna - 1934 )

Ouça todas as músicas de Achille Togliani

  • Signora Fortuna - Achille Togliani

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


C'è una strada chiamata Destino
che porta in collina.
C'è sul colle una casa argentata
dal chiaro di luna.

Chi va in cerca d'amore
ritrova una fata divina.
È signora del bene e del male
e si chiama Fortuna.

Bella, le dissi in pianto,
tu che fai tante grazie,
una soltanto:
Dammi l'amore di una bimba bruna.

Questa volta
m'hai chiuso la porta
Signora Fortuna.
Oh! Signora Fortuna.

Ed avevo una bella casetta
di sogni e d'amore.
Ed avevo un amore di bimba
dagli occhi di mare.

Ma l'ondata di vento
ha distrutto la casa e il mio cuore.
T'ho pregato, Signora Fortuna,
davanti all'altare.

Bella, se mi vuoi bene,
falla tornar ch'io muoio dalle pene,
non ho più amore,
non ho più nessuna.

Ed ancora
m'hai chiuso la porta
Signora Fortuna.
Oh! Signora Fortuna.

Ma stanotte guidato dal cuore
e da un raggio di luna,
ho ripreso la strada più antica
ch'è sempre più buona.

C'era un'ombra tremante,
la chioma più bianca che bruna,
e m'ha detto in un bacio:
Son mamma che mai t'abbandona.

Mamma, Fortuna mia,
questa è la miglior grazia
che ci sia
perchè di mamma ce n'è solo una.

Questa volta
puoi chiuder la porta
Signora Fortuna.
Oh! Signora Fortuna.

Tradução


Tem uma estrada chamada Destino
que leva para a colina.
Tem na colina uma casa prateada
pelo claro de lua.

Quem vai a procura do amor
encontra uma fada divina.
É senhora do bem e do mal
e se chama Fortuna.

Bela, lhe disse chorando,
tu que fazes tantas graças,
uma somente:
Dá-me o amor de uma garota morena.

Desta vez
me fechastes a porta
Senhora Fortuna.
Oh! Senhora Fortuna.

E eu tinha uma bela casinha
de sonhos e de amor.
E eu tinha um amor de garota
com os olhos de mar.

Mas uma rajada de vento
destruiu a casa e meu coração.
Orei pra ti, Senhora Fortuna,
na frente do altar.

Bela, se me queres bem,
faz que ela volte pois eu morro de pena,
não tenho mais amor,
não tenho mais ninguém.

E ainda
me fechastes a porta
Senhora Fortuna.
Oh! Senhora Fortuna.

Mas esta noite, guiado pelo coração
e por um raio de lua,
peguei a estrada mais antiga
que é sempre a melhor.

Havia uma sombra tremula,
os cabelos mais brancos que morenos,
e me disse num beijo:
Sou mamãe que nunca te abandona.

Mãe, Fortuna minha,
esta é a maior graça
que exista
porque de mãe só tem uma.

Desta vez
podes fechar a porta
Senhora Fortuna.
Oh! Senhora Fortuna.

* Número de validação incorreto! Por favor digite 8

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.