Novembre

( Canta: Dea Garbaccio )
( Autores: Desconhecidos - 1949 )

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Novembre,
un canto sommesso vien dal cielo,
mi porta quaggiù, come in un velo,
l'eco lontan d'una canzone.

Novembre,
ascolto, nell'estasi, rapita,
quel canto nostalgico e infinito
che resta nel cuor eternamente.

Mai più,
forse potrò, sulla tastiera,
tradur tutto il dolore che è in te,
solo in te.

Novembre,
un canto sommesso vien dal cielo,
mi porta quaggiù, come in un velo,
l'anima triste di novembre.

Novembre!

Tradução


Novembro,
um canto abafado vem do céu,
me traz aqui, como num véu,
o eco distante de uma canção.

Novembro,
escuto, no êxtase, encantada,
aquele canto nostálgico e infinito
que permanece no coração eternamente.

Nunca mais,
talvez poderei, no teclado,
traduzir toda a dor que há em ti,
somente em ti.

Novembro,
um, canto sufocado vem do céu,
me traz aqui, como num véu,
a alma triste de novembro.

Novembro!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 5

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.