La vita è bella

( Canta: Giorgio Consolini )
( Autores: Cherubini - Fragna - 1953 )

Ouça todas as músicas de Giorgio Consolini

  • La vita è bella - Giorgio Consolini

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Libero, solo e giocondo,
giro, e girando pel mondo
rido dell’uomo d'affari,
del Re di Denari
che conta i milion.

Vivo i miei giorni felici
pur con le donne e gli amici,
io senza amor non mi lagno,
il migliore compagno
è soltanto il mio cuor.

La vita è bella
e la devi goder,
se non hai nulla,
non hai pure pensier.

Al chiar di luna
si può sempre sognar,
tutto ciò che si vuole
c'è un raggio di sole per farti scaldar,
e se amaro è il destino,
un bicchiere di vino fa tutto scordar.

Quando la notte è profonda,
guardo nascosto nell'ombra,
con la chitarra a tracolla,
la gente che sfolla
dai gran cinemà.

Sognan le dive e le stelle,
ma le mie stelle son quelle,
quelle del cielo soltanto
ed allegrio io canto
per loro lassù.

La vita è bella
e la devi goder,
se non hai nulla,
non hai pure pensier.

Al chiar di luna
si può sempre sognar,
tutto ciò che si vuole
c'è un raggio di sole per farti scaldar,
e se amaro è il destino,
un bicchiere di vino fa tutto scordar.

Al chiar di luna
si può sempre sognar,
tutto ciò che si vuole
c'è un raggio di sole per farti scaldar,
e se amaro è il destino,
un bicchiere di vino fa tutto scordar!

Tradução


Livre, sozinho e alegre,
giro, e girando pelo mundo
rio do homem de negócios,
do Rei de Dinheiro
que conta os milhões.

Vivo os meus dias felizes
também com as mulheres e os amigos,
eu sem amor não me queixo,
o melhor companheiro
é somente o meu coração.

A vida é bela
e a deves curtir,
se não tens nada,
não tens também problemas.

Na claridade da lua
se pode sempre sonhar,
tudo aquilo que se quer
há um raio de sol para te aquecer,
e se amargo é o destino,
um copo de vinho faz tudo esquecer.

Quando a noite é profunda,
olho escondido na sombra,
com a guitarra a tiracolo,
as pessoas que saem
dos grandes cinemas.

Sonham as divas e as estrelas,
mas as minhas estrelas são aquelas,
aquelas do céu somente
e alegre eu canto
para elas lá em cima.

A vida é bela
e a deves curtir,
se não tens nada,
não tens também problemas.

Na claridade da lua
se pode sempre sonhar,
tudo aquilo que se quer
há um raio de sol para esquentar-te,
e se amargo é o destino,
um copo de vinho faz tudo esquecer.

Na claridade da lua
se pode sempre sonhar,
tudo aquilo que se quer
há um raio de sol para esquentar-te,
e se amargo é o destino,
um copo de vinho faz tudo esquecer!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 13

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.