La tramontana

( Canta: Gianni Pettenati )
( Autores: D. Pace - M. Panzeri - 1968 )

Ouça todas as músicas de Gianni Pettenati

  • La tramontana - Gianni Pettenati

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Inventa quello che vuoi
per farci ridere un pò,
inventa pure
e dicci, dicci cos'è.

Quello che adesso dirò
per farvi ridere un pò
non è invenzione ma
è la verità.

Da quando il giorno non è più giorno,
da quando il sole non è più sole,
da quando l'alba si è fatta strana,
ho perduto la tramontana.

Da quando il vento mi ha sussurrato
che lei va in giro col carro armato,
da quando ho visto che fa l'indiana,
ho perduto la tramontana.

L'ho perduta seguendo lei.

E adesso cosa dirai
per farci ridere un pò,
che cosa inventi,
dicci, dicci cos'è.

Quello che adesso dirò
per farvi ridere un pò
non è invenzione ma
è la verità.

Da quando Eva mangiò la mela
ha combinato dei grossi guai,
ma se aspettava una settimana
non perdeva la tramontana.

E invece io son qui che soffro,
son qui che lotto tra il bene e il male
e per il filo di quella lana
ho perduto la tramontana.

L'ho perduta seguendo lei.

E adesso cosa dirai
per farci ridere un pò,
che cosa inventi,
dicci, dicci cos'è.

Quello che adesso dirò
per farvi ridere un pò
non è invenzione ma
è la verità.

Se proprio voi mi prendete in giro,
conosco tutte le vostre donne
e non è detto che per Giuliana
io non perda la tramontana.

Mi piaccion nere, mi piaccion bionde,
mi piaccion tutte le donne al mondo
e per il pizzo di una sottana
perdo sempre la tramontana.

L'ho perduta e la perderò.

Mi piaccion nere, mi piaccion bionde,
mi piaccion tutte le donne al mondo
e per il pizzo di una sottana
perdo sempre la tramontana.

L'ho perduta e la perderò.

Tradução


Inventa aquilo que queres
para fazer-nos rir um pouco,
inventa mesmo
e diz-nos, diz-nos o que é.

Aquilo que agora direi
para fazer-vos rir um pouco
não é invenção mas
é a verdade.

Desde quando o dia não é mais dia,
desde quando o sol não é mais sol,
desde quando o alvorecer tornou-se estranho,
eu perdi a tramontana.

Desde quando o vento me sussurrou
que ela anda por aí com o tanque,
desde quando vi que faz a indiana,
eu perdi a tramontana.

A perdi seguindo ela.

E agora o que dirás
para fazer-nos rir um pouco,
o que vai inventar,
diz-nos, diz-nos o que é.

Aquilo que agora direi
para fazer-vos rir um pouco
não é invenção mas
é a verdade.

Desde quando Eva comeu a maçã
criou grandes problemas,
mas se esperava uma semana
não perdia a tramontana.

Ao invés eu estou aqui que sofro,
estou aqui que luto entre o bem e o mal
e pelo rabo daquela saia
eu perdi a tramontana.

A perdi seguindo ela.

E agora o que dirás
para fazer-nos rir um pouco,
o que vai inventar,
diz-nos, diz-nos o que é.

Aquilo que agora direi
para fazer-vos rir um pouco
não é invenção mas
é a verdade.

Se próprio vocês vão zombar de mim,
conheço todas as suas mulheres
e não é dito que por Juliana
eu não perca a tramontana.

Gosto das negras, gosto das loiras,
gosto de todas as mulheres do mundo
e por um rabo de saia
perco sempre a tramontana.

A perdi e a perderei.

Gosto das morenas, gosto das loiras,
gosto de todas as mulheres ao mundo
e por um rabo de saia
perco sempre a tramontana.

A perdi e a perderei.

* Número de validação incorreto! Por favor digite 9

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.