Inno Nazionale Italiano

( Execução: Coro das Forças Armadas )
( Letra: Goffredo Mameli - 1847)
( Musica: Michele Novaro - 1847)

Ouça todas as músicas de Coro

  • Inno Nazionale Italiano - Coro

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Fratelli d'Italia,
l'Italia s'é desta,
dell'elmo di Scipio
s'è cinta la testa.

Dov'è la Vittoria?
Le porga la chioma,
che schiava di Roma
Iddio la creó.

Fratelli d'Italia,
l'Italia s'é desta,
dell'elmo di Scipio
s'è cinta la testa.

Dov'è la Vittoria?
Le porga la chioma,
che schiava di Roma
Iddio la creó.

Stringiamoci a coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó.

Stringiamoci a coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó. Si!

Noi fummo da secoli
calpesti, derisi,
perché non siam popolo,
perché siam divisi.

Raccolgaci un'unica
Bandiera, una speme.
Di fonderci insieme
già l'ora suonò.

Uniamoci, amiamoci,
l'unione e l'amore
rivelano ai popoli
le vie del Signore.

Giuriamo far libero
Il suolo natio.
Uniti per Dio,
chi vincer ci può?

Stringiamoci a coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó.

Stringiamoci a coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó. Si!

Dall'Alpe a Sicilia,
dovunque è Legnano.
Ogn'uom di Ferruccio
ha il core, la mano.

I bimbi d'Italia
si chiamano Balilla.
Il suon d'ogni squilla
i Vespri suonò.

Son giunchi che piegano
le spade vendute.
Già l'Aquila d'Austria
le penne ha perdute.

Il sangue d'Italia,
il sangue Polacco,
bevé col Cosacco,
ma il cor le bruciò.

Stringiamocia coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó.

Stringiamoci a coorte,
siam pronti alla morte.
Siam pronti alla morte,
l'Italia chiamó. Si!

Tradução


Irmãos da Itália,
a Itália acordou,
com o elmo de Cipião
cobriu a cabeça.

Onde está a Vitória?
Que lhe sustém a cabeleira,
Porque foi como escrava de Roma
Que Deus a criou.

Irmãos da Itália,
a Itália acordou,
com o elmo de Cipião
cobriu a cabeça.

Onde está a Vitória?
Que lhe sustém a cabeleira,
Porque foi como escrava de Roma
Que Deus a criou.

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou.

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou. Sim!

Nós fomos há séculos
pisados, desprezados,
porque não somos um povo,
porque nos divididos.

Reúnamo-nos sob uma única
Bandeira, uma esperança.
De nos reunirmos
Soou a hora.

Unimo-nos, amemo-nos,
a união e o amor
revelam aos povos
as vias do Senhor.

Juremos libertar
O solo natal:
Unidos por Deus,
Quem pode nos vencer?

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou.

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou. Sim

Dos Alpes até a Sicília,
qualquer lugar é Legnano.
Cada homem de Ferruccio
tem o coração, a mão.

As crianças da Itália
se chamam Balilla.
O som de todos os sinos
as Vésperas tocou.

São juncos que dobram
as espadas vendidas.
Já a Águia da Áustria
as plumas perdeu.

O sangue da Itália,
o sangue Polonês,
bebeu com o Cossaco,
mas o coração lhe queimou.

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou.

Estreitemo-nos em fileiras,
estamos prontos para a morte.
Estamos prontos para a morte,
a Itália chamou. Sim!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 7

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.