Forse domani

( Canta: Giorgio Consolini )
( Autor: Cavallari - 1954 )

Ouça todas as músicas de Giorgio Consolini

  • Forse domani - Giorgio Consolini

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Quando tu da me sei partita
il mio sogno vidi sfiorir,
ma, credendo ancor nella vita,
io m'illusi di non soffrir.

Vano fu sperar nell'oblio,
il tuo ricordo come un'ombra mi segui.
Io son dovuto ritornar sul tuo cammino
con la speranza di vederti ancor passar.

Forse domani,
o forse questa sera,
ancor sul tuo cammino
di fronte a te mi troverò.

Il mio destino
sarà nelle tue mani.
Un gesto, una parola,
per il mio cuore basterá.

Non sono nulla per te,
il tuo amore non avrò,
ma nulla chiedo per me,
in silenzio t'amerò.

Forse domani,
o forse questa sera,
ancor sul tuo cammino
se passerai ti seguirò.

Lente passeranno le ore
prima di vederti spuntar,
ma ti prego con tutto il cuore,
non mi fare tanto aspettar.

Ogni quarto d'ora che passa
c'è un campanile che mi avverte di laggiù,
tra queni rintocchi pieni di malinconia
mi sento solo, sento che mi manchi tu.

Non sono nulla per te,
il tuo amore non avrò,
ma nulla chiedo per me,
in silenzio t'amerò.

Forse domani,
o forse questa sera,
ancor sul tuo cammino
se passerai ti seguirò!

Tradução


Quando tu de mim partiste
o meu sonho eu vi murchar,
mas, acreditando ainda na vida,
eu me iludi de não sofrer.

Vão foi esperar no esquecimento,
a lembrança de ti como uma sombra me segui.
Eu tive que retornar no teu caminho
com a esperança de ver-te ainda passar.

Talvez amanhã,
ou talvez esta noite,
ainda no teu caminho
na tua frente me encontrarei.

O meu destino
estará nas tuas mãos.
Um gesto, uma palavra,
para o meu coração bastará.

Não sou nada pra ti,
o teu amor não terei,
mas nada peço pra mim,
em silencio te amarei.

Talvez amanhã,
ou talvez esta noite,
ainda no teu caminho
se passares te seguirei.

Lentas passarão as horas
antes de te ver aparecer,
mas te peço com todo o coração,
não me deixas tanto esperar.

A cada quarto de hora que passa
há um campanário que me avisa lá de longe,
entre aquelas badaladas cheias de melancolia
me sinto sozinho, sinto tua falta.

Não sou nada para ti,
o teu amor não terei,
mas nada peço para mim,
em silencio te amarei.

Talvez amanhã,
ou talvez esta noite,
ainda no teu caminho
se passares te seguirei!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 15

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.