Come hai fatto

( Canta: Domenico Modugno )
( Autor: Domenico Modugno - 1970 )

Ouça todas as músicas de Domenico Modugno

  • Come hai fatto - Domenico Modugno

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


Io ti voglio bene
come nella mia vita
non è accaduto mai,
così profondamente,
che ho paura di me,
di questo smisurato amore
che adesso provo per te.

Io ti desidero,
un desiderio nuovo che mi tormenta.
Talvolta mi domando com'è possibile
che mi debba addormentare,
mi debba risvegliare, andare e ritornare
e avere te, sempre davanti a me,
negli occhi miei, nei miei pensieri,
in ogni istante della mia vita.

Io ho bisogno di te
come la barca ha bisogno del mare per poter andare,
la primavera ha bisogno del sole per poter fiorire,
la farfalla di un fiore,
un bimbo di una mano che l'accompagni,
un cane di un padrone
e del vento l'aquilone per poter volare,
ed io di te, sempre vicino a me
in ogni istante della mia vita.

Ma come hai fatto
a farmi innamorare così tanto!
Mi guardo nello specchio
e mi domando
se quello lì sono io.

Ma come hai fatto
a far della mia vita
una tua cosa,
a trasformare il tempo in un'attesa
di rivedere te.

No, non ha senso
questa mia vita
e più ci penso
e più è un filo
nelle tue mani.

Ma come hai fatto!
Non so nemmeno quando è incominciato,
io so soltanto che
nella mia vita
non è accaduto mai.

La prima volta
che dico veramente:
"Ti voglio bene".

La, ra, la, ra, la....

La prima volta
che dico veramente:
"Ti voglio bene".

Ti voglio bene!
Ti voglio bene!

Tradução


Eu te quero bem
como na minha vida
não aconteceu nunca,
tão profundamente
que tenho medo de mim,
deste imenso amor
que agora sinto por ti.

Eu te desejo,
um desejo novo que me atormenta.
Às vezes me pergunto como é possível
que eu possa adormecer
possa acordar, ir e voltar
e ter sempre a ti, sempre na minha frente,
nos olhos meus, nos meus pensamentos,
em cada instante da minha vida.

Eu preciso de ti
como o barco precisa do mar para poder ir,
a primavera precisa do sol para poder florescer,
a borboleta de uma flor,
uma criança de uma mão que a leve,
um cachorro de um patrão
e do vento a pipa para poder voar,
e eu de ti, sempre perto de mim
em cada instante da minha vida.

Mas como fizeste
a fazer-me apaixonar assim tanto!
Me olho no espelho
e me pergunto
se aquele lá sou eu.

Mas como fizeste
a fazer da minha vida
uma tua coisa,
a transformar o tempo numa espera
de rever-te.

Não, não tem sentido
esta minha vida
e mais penso,
e mais é um fio
nas tuas mãos.

Mas como fizeste!
Não sei nem quando começou,
eu sei somente que
na minha vida
não aconteceu nunca.

A primeira vez
que digo verdadeiramente
"Te quero bem".

La, ra, la, ra, la....

A primeira vez
que digo verdadeiramente
"Te quero bem".

Te quero bem!
Te quero bem!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 7

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.