Canto a voce piena

( Canta: Claudio Villa )
( Autores: Ciervo - A. Mari - 1955 )

Ouça todas as músicas de Claudio Villa

  • Canto a voce piena - Claudio Villa

 Provavelmente existem alguns erros de tradução, me perdoe. Sugerir Correção

Originale


La gente del quartiere
m'ha visto tante sere
al solito balcone a sospirar.

Diceva: 'Per chi viene',
pensava: 'A chi vuol bene'.
'Ma chi sarà colei che vuole amar'.

È un cuore amante
che puntualmente
m'aspetta qui ogni sera per sognar.

Canto, canto, canto a voce piena
la più bella serenata,
serenissima sirena.

Canto e le racconto
il sentimento del mio cuor,
che il mio amore non avrà tramonto.

Ogni sera in quel sipario
mi presento nella scena ad accordar
la mia chitarra.

E sfogliando il mio rimario,
con lo sfondo della luna, canta il cuor:
Amore, amore!

Canta, canto, canto a voce piena
la più bella serenata,
serenissima sirena.

La canzone dice
che il mio amor non morirà,
canto a voce piena e son felice.

Da sette mesi e un giorno
io sono qui di turno,
lei, timida, m'ascolta al suo balcon.

La luce vedo accesa,
ma la persiana è chiusa
e sogna nel sentir la mia canzon.

Il vicinato ha reclamato
ed io, chiedendo scusa,
canto ancor.

Canta, canto, canto a voce piena
la più bella serenata,
serenissima sirena.

Canto e le racconto
il sentimento del mio cuor,
che il mio amore non avrà tramonto.

Ogni sera in quel sipario
mi presento nella scena ad accordar
la mia chitarra.

E sfogliando il mio rimario,
con lo sfondo della luna, canta il cuor:
Amore, amore!

Canta, canto, canto a voce piena
la più bella serenata,
serenissima sirena.

La canzone dice
che il mio amor non morirà,
canto a voce piena e son felice.

Canta, canto, canto a voce piena
la più bella serenata,
serenissima sirena.

La canzone dice
che il mio amor non morirà,
canto a voce piena e son felice.

Canta, canto, canto a voce piena
la più bella serenata
d'amor!

Tradução


O povo do bairro
me viu muitas noites
no mesmo balcão a suspirar.

Dizia: 'Pra quem vem',
pensava: 'A quem quer bem'.
'Mas quem será aquela que quer amar'.

É um coração amante
que pontualmente
me espera aqui a cada noite para sonhar.

Canto, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata,
sereníssima sereia.

Canto e lhe conto
o sentimento do meu coração,
que o meu amor não terá fim.

A cada noite naquele palco
me apresento em cena a afinar
a minha guitarra.

E folheando o meu dicionário de rimas,
com o fundo da lua, canta o coração:
Amor, amor!

Canta, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata,
sereníssima sereia.

A música diz
que o meu amor não morrerá,
canto em plena voz e sou feliz.

Fazem sete meses e um dia
que estou aqui de turno,
ela, tímida, me escuta do seu balcão.

Vejo a luz acesa,
mas a persiana está fechada
e ela sonha escutando a minha canção.

Os vizinhos reclamaram
e eu, pedindo desculpas,
canto ainda.

Canto, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata,
sereníssima sereia.

Canto e lhe conto
o sentimento do meu coração,
que o meu amor não terá fim.

A cada noite naquele palco
me apresento em cena a afinar
a minha guitarra.

E folheando o meu rimário,
com o fundo da lua, canta o coração:
Amor, amor!

Canto, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata,
sereníssima sereia.

A música diz
que o meu amor não morrerá,
canto em plena voz e sou feliz.

Canto, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata,
sereníssima sereia.

A música diz
que o meu amor não morrerá,
canto em plena voz e sou feliz.

Canto, canto, canto em plena voz
a mais bela serenata
de amor!

* Número de validação incorreto! Por favor digite 13

     
 

Musica Italiana Copyright 2006-2017 "Pino Ulivi". Design, conteúdo e publicação da parte de "Leo Caracciolo"

As músicas em italiano são dos seus respectivos autores.